Ouça essa matéria na integra

Os líderes de partidos do Senado definiram nesta terça-feira (13), o calendário da tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), da reforma da Previdência. Pelo calendário, a PEC será votada no plenário em primeiro turno em 18 de setembro e, em segundo turno, em 2 de outubro.

A reforma foi aprovada pela Câmara na semana passada e entregue ao Senado. O texto passará, primeiro, pela Comissão de Constituição e, depois, seguirá para votação em plenário. Por ser uma proposta de emenda à Constituição (PEC), a reforma precisa ser submetida a dois turnos de votação para ser aprovada.

O relator da reforma, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), já disse que o texto aprovado pelos deputados é “ótimo” e que eventuais mudanças devem ser feitas por uma PEC paralela. Isso porque, se os senadores mudarem o texto da Câmara, os deputados terão de analisá-lo novamente.