José Sócrates diz que Sérgio Moro, o ministro da Justiça de Jair Bolsonaro e antigo juiz da Operação Lava-Jato, que levou Lula da Silva à prisão, é um “ativista político disfarçado de juiz”. 

“Não debato com criminosos”. Foi desta forma que o ministro brasileiro da Justiça, Sérgio Moro, respondeu a José Sócrates que o acusou de atuar como “um ativista político disfarçado de juiz”. 

Segundo a revista Sábado, Moro explicou ainda: “Em todo o lugar do mundo é difícil lidar com esses crimes de grande corrupção, envolvem pessoas poderosas. O sistema está preparado para [combater] outro tipo de criminalidade, mas todos os países precisam de avançar nessa área e enfrentar a grande corrupção.”

José Sócrates,  foi indiciado no processo Operação Marquês acusado de mais de 30 crimes, reitera que Sérgio Moro beneficiou dos cargos que ocupa por ter mandado Lula da Silva para a prisão.