Após a repercussão do vídeo com o desabafo de uma comerciante da região de Santa Felicidade, em Curitiba. Em rede social, a empresária publicou o vídeo com a conversa com o chefe do executivo.

A empresária narra que recebeu fiscais da prefeitura acompanhados de guardas municipais em uma de suas lojas, que no momento estava fechada para o público. A comerciante afirma que estava sozinha no interior da loja quando a equipe bateu na porta. Eles questionaram com relação aos avisos colados do lado de fora com o telefone para contato para vendas por Delivery e disseram que deveriam ser retirados porque ela não estava autorizada a trabalhar de nenhuma forma, nem para entrega.

Assista: