O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, 52 anos, contraiu o novo coronavírus e, em respeito aos protocolos de distanciamento social, está isolado em sua casa. Moisés já testou positivo para a covid-19, mas ainda espera pelo resultado do segundo exame, a contraprova.

Em um vídeo divulgado pelas redes sociais, Moisés contou que se submeteu ao primeiro teste ontem (30) a tarde porque apresentava sintomas da doença, como dor de cabeça e de garganta, febre e tosse.

O governador lamentou que, devido a risco de transmitir a doença para outras pessoas, tenha que ficar em casa em um momento em que o estado sofre devido às consequências do ciclone tropical que atingiu a região Sul do país nesta terça-feira. Até por volta de meio-dia de hoje, o governo catarinense já contabilizava nove mortes, uma pessoa desaparecida, além de muitos estragos por todo o estado.

“É um momento muito difícil para os catarinenses. Diversos municípios foram afetados pelos eventos climáticos. Infelizmente, temos registros não só de danos materiais, mas também de óbitos. Serviços essenciais como energia elétrica e telecomunicações também foram afetados. O Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil [e outros órgãos e empresas como a Celesc] estão em campo, envidando esforços para minimizar o sofrimento das pessoas da forma mais rápida possível, e nós estamos acompanhando”, declarou Moisés, afirmando que, apesar de seu quadro clínico, continua trabalhando à distância.

De acordo com boletim divulgado pela Secretaria de Saúde de Santa Catarina, até ontem o estado já registrava 26.354 casos confirmados da doença. Destes, 20.505 pessoas já se recuperaram e 5.508 continuam em tratamento. Dos 1.316 leitos de UTI existentes em hospitais públicos, 856 estão ocupados (248 deles por pacientes da covid-19). Ao menos 341 mortes causadas pela doença já tinham sido confirmadas até esta terça-feira.