A Marinha do Brasil anunciou nesta quinta-feira (06) que a Fragata Independência enviou uma lancha com equipes médica e de reparos para apoio a Corveta Bijoy, de Bangladesh, que sofreu danos com as explosões ocorridas em Beirute na terça-feira (4). 

A embarcação de Bangladesh sofreu avarias com a explosão e teve alguns de seus tripulantes feridos. Ainda segundo a nota, a Marinha realizou sondagem preliminar do canal de acesso ao porto e berços de atracação dos navios da Força Interina das Nações Unidas no Líbano. 

O comando da força-tarefa e a Fragata Independência permanecem participando das iniciativas de apoio ao navio de Bangladesh, sua tripulação, bem como possíveis ações do governo libanês voltadas para o restabelecimento das operações do Porto de Beirute.

“A Fragata ‘Independência’ encontra-se operando no mar, normalmente. O navio estava distante do local, onde a explosão ocorreu. Outras informações serão passadas tempestivamente”, dizia a nota.

A Fragata “Independência” partiu de Natal (RN) em março para operação no Líbano com uma tripulação de 200 militares e uma aeronave a bordo. A Fragata “Independência” permanecerá na área de operação até dezembro de 2020.