Foto: Instituto Lula

Ouça essa matéria na integra

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, autorizou nesta terça-feira (10/09/2019) que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja ouvido pelo Conselho Nacional dos Direitos Humanos (CNDH). O pedido havia sido feito no âmbito de uma sindicância aberta em julho deste ano, para investigar a possibilidade de cerceamento do direito do ex-presidente a ampla defesa.

A investigação decorre das suspeitas sobre as investigações da Operação Lava Jato, levantadas após a divulgação de diálogos entre o ex-juiz federal e atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com procuradores da Lava Jato, entre eles o coordenador da operação no Ministério Público Federal em Curitiba, Deltan Dallagnol.

“A defesa do ex-presidente Lula entende que será uma oportunidade para aprofundar o debate técnico sobre as denúncias de grosseiras violações de direitos humanos que ele vem sofrendo no âmbito da operação Lava Jato”, diz uma nota divulgada pela defesa do petista.