Ouça essa matéria na integra

A Polícia Federal, nesta quarta-feira (29), tomou o depoimento da ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) sobre seu contato com o hacker Walter Delgatti Neto, que invadiu o aplicatibo Telegram dos celular de integrantes da Lava Jato. A candidata a vice-presidente nas últimas eleições também entregou seu celular à PF ontem, para que seja submetido à perícia. Ela negou irregularidade no contato com Delgatti Neto.

O depoimento de Manuela era uma das últimas diligências para fechar a primeira parte do inquérito da PF na Operação Spoofing.

O hacker já havia admitido aos investigadores que foi o responsável por enviar o material dos celulares da Lava-Jato ao jornalista Glenn Greenwald, do site “The Intercept”, responsável pelas publicações de reportagens chamadas de Vaza Jato