Foto: Roberto Navarro/ALESP/Divulgação

Ouça essa matéria na integra

Modesto Carvalhosa reagiu à acusação de Dias Toffoli e Alexandre de Moraes. Durante o julgamento da prisão em segunda instância nesta quinta-feira (7), os ministros do Supremo Tribunal Federal acusaram o jurista de receber parte dos recursos “Fundação Dallagnol”.

Carvalhosa disse que vai estender a queixa-crime que apresentou contra Gilmar Mendes a Dias Toffoli e Alexandre de Moraes.

Gilmar Mendes disse, ainda, que Carvalhosa é “falso professor da Universidade de São Paulo, que foi reprovado em concurso” 

Ao site o Antagonista, Modesto Carvalhosa disse que quem foi reprovado em concurso, foi Dias Toffoli.

“Eu entrei com queixa-crime contra o Gilmar Mendes na sexta-feira por essas calunias que ele já havia sacado em várias ocasiões, inclusive no plenário do Supremo. Agora, como ele fez a trinca com o Toffoli e o Alexandre de Moraes, eu vou estender a queixa-crime contra os dois. Eles fizeram ali um trio para chegar àquela calúnia nova, de que eu fui falso professor da universidade e fui reprovado em concurso. Quem foi reprovado em concurso foi o Toffoli, eu nunca fui reprovado em nenhum concurso que eu participei na faculdade de direito.”