Ouça essa matéria na integra

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, defendeu nesta terça-feira (19) a retomada de trechos do pacote anticrime que propôs em janeiro e foram descartados pelo grupo de trabalho da Casa, relata o Estadão.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a votação das medidas de combate à violência e ao crime organizado deverá ser feita em até duas semanas. Contudo, ainda haverá discussões a pedido do ministro da Justiça, que disse que “tudo ainda pode ser debatido”.

“Cabe aqui elogiar o trabalho realizado pelo comitê com esforço para compatibilizar os dois projetos. Nós discutimos aqui sobre o projeto e existem alguns pontos que eu defendo a possibilidade de serem reinseridos, são pontos importantes dentro do projeto anticrime”, disse Moro.

O ministro da Justiça antecipou que defenderá a volta de uma medida que permitia o uso de policiais disfarçados para interagir com criminosos e o resgate da proposta que impede a progressão de regime de quem continuar vinculado a organização criminosa.