Pazuello: ‘Não é um número. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde’

67

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (10), que não é um número que fará a diferença sobre 100 mil mortes pela pandemia da covid-19. “Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença”, declarou.

“Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde. Nós precisamos compreender como parar o sangramento com diagnóstico precoce, tratamento imediato e suporte respiratório antes a UTI”, afirmou. Pouco antes, o ministro interino defendeu a prescrição de medicamentos contra a covid-19.