Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

stf
(Divulgação/STF)

São Paulo

STF Decidirá Futuro de Indulto aos Policiais do Massacre do Carandiru

O Supremo Tribunal Federal (STF) se reúne nesta quarta-feira (19) para decidir o futuro do indulto concedido pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) aos policiais militares condenados pelo massacre do Carandiru, em 1992. A ação da Polícia Militar paulista na extinta Casa de Detenção, na Zona Norte de São Paulo, resultou na morte de 111 detentos.

O julgamento, que promete ser histórico, colocará o STF diante de uma questão jurídica inédita: a corte terá que definir se a proibição constitucional de indulto para crimes hediondos se aplica a delitos que não eram considerados hediondos na época em que foram cometidos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Os efeitos do indulto concedido por Bolsonaro em dezembro de 2022 estão suspensos desde janeiro de 2023, quando a então presidente do STF, Rosa Weber, acolheu uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada pelo ex-procurador-geral da República, Augusto Aras.

Na ação, Aras argumentava que o perdão da pena imposta aos PMs afronta o princípio da dignidade humana. Sustentava ainda que o homicídio qualificado, crime pelo qual os PMs foram condenados, não era classificado como crime hediondo na época do massacre. No entanto, segundo Aras, o decreto presidencial deveria observar a legislação atual, que inclui o homicídio qualificado no rol dos crimes hediondos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Um mês antes do indulto concedido por Bolsonaro, o Tribunal de Justiça de São Paulo havia iniciado o processo de definição das penas dos 69 PMs condenados pelas mortes (ao todo, 74 PMs foram condenados, mas 5 morreram no curso da ação penal). Diante da liminar do STF, o TJ-SP também suspendeu o processo, aguardando uma definição da corte suprema.

O massacre do Carandiru ocorreu em 2 de outubro de 1992, durante uma operação policial para retomar o controle da Casa de Detenção, que estava em mãos de presos amotinados. A ação resultou na morte de 111 detentos e deixou diversos outros feridos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em 2013, após um longo processo judicial, 74 policiais militares foram condenados por crimes como homicídio doloso e lesão corporal dolosa. As penas variavam de 15 a 20 anos de reclusão.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Brasil

Nesta quarta-feira (17), a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, afirmou que apenas 4% dos incêndios no Pantanal ainda não foram controlados pela equipes de...

Entregador apartamento Entregador apartamento

Governo

Trabalhadores como entregadores e motoristas de aplicativos, como Uber, 99 e iFood, que realizam atividades econômicas de forma regular como pessoa física, enfrentarão novos...

Namorado de Fátima Bernardes aciona PGR contra Mario Frias por repasses de cota parlamentar a diretor de filme sobre Bolsonaro Namorado de Fátima Bernardes aciona PGR contra Mario Frias por repasses de cota parlamentar a diretor de filme sobre Bolsonaro

Política

O deputado federal Túlio Gadêlha (Rede-PE) acionou a Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o também parlamentar Mario Frias (PL-SP) por conta do repasse de...

Chrome Chrome

Ciência e Tecnologia

Um especialista em cibersegurança alertou que duas extensões populares do navegador Google Chrome estão colocando em risco milhões de usuários ao registrar todos os...

Últimas Notícias

O apresentador José Luiz Datena fez hoje (17) sua primeira agenda como pré-candidato a prefeito de São Paulo pelo PSDB. Ele visitou o Mercado...

Meta Meta

Redes Sociais

A Meta, empresa proprietária do Instagram, Facebook e WhatsApp, anunciou na tarde desta quarta-feira (17) a suspensão dos recursos de inteligência artificial generativa (genAI)...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

maconha

Brasil

Na terça-feira (16), o governador Jorginho Mello (PL) sancionou o projeto de lei que impõe multa para o porte e uso de drogas em...

Brasil

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) decidiu, nesta segunda-feira (15), que a Carreta Furacão não pode mais utilizar o personagem “Fonfon”, alegando...

Empresário é achado amarrado e morto em bairro nobre de SP; R$ 3,5 milhões e carro são levados Empresário é achado amarrado e morto em bairro nobre de SP; R$ 3,5 milhões e carro são levados

São Paulo

Na noite desta terça-feira (16), no Jardim Europa, bairro de classe alta de São Paulo, o empresário Carlos Alberto Felice, de 77 anos, foi...

Natalia Becker e Henrique Silva Chagas Natalia Becker e Henrique Silva Chagas

São Paulo

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) da Polícia Técnico-Científica concluiu que o empresário Henrique Chagas faleceu devido a uma “parada cardiorrespiratória” provocada por...

Brasil

Na manhã desta quarta-feira (17), a Polícia Federal e o GAECO/SP, com o apoio da Polícia Militar Rodoviária do Estado de São Paulo (4º...

Brasil

Dois criminosos foram mortos durante um intenso tiroteio com policiais militares nesta quarta-feira (17) na Avenida Brasil, uma das vias principais do Rio de...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit