CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) apreendeu mais de R$ 100 mil em espécie, além de carros de luxo, uma pistola 9 mm e oito cartuchos de explosivo do tipo TNT durante megaoperação contra a facção criminosa PCC desta segunda-feira (14). A informação é do Grupo de Combate ao Crime Organizado do MP-SP (Gaeco).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o Gaeco, quatro pessoas foram presas em flagrante por tráfico e outras nove estão foragidas. As apreensões foram feitas nas investigações da Operação Shark, que começaram no 1º semestre do ano passado e revelaram que a cúpula do PCC movimenta mais de R$ 100 milhões por ano. Esse dinheiro tem origem no tráfico de drogas e na cobrança de mensalidades dos integrantes.

MP faz megaoperação contra líderes do PCC; são 12 mandados de prisão e 50 de busca e apreensão

Segundo os investigadores, o PCC lava o dinheiro obtido com a venda de drogas por meio da compra de bens de luxo. Os integrantes também usam fundos falsos nas casas do PCC para esconder o dinheiro vivo antes de fazer as transferências bancárias, de acordo com o MP.

Também há a suspeita do envolvimento de doleiros.

Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE