Foto: Afonso Braga/Divulgação/Câmara

A Câmara municipal de São Paulo, irá se reunir para começar a discutir nesta terça-feira (19) um projeto de lei que prevê a retomada gradual do comércio e serviços na cidade. O objetivo é aprovar a medida até meados de junho.

No momento, somente serviços essenciais como: alimentação, saúde, entre outros estão autorizados funcionar sem restrições na capital, que registra o maior número de casos do novo coronavírus no estado.

O presidente da Câmara, Eduardo Tuma (PSDB), que é inclusive da base de apoio do prefeito Bruno Covas, pretende apresentar um projeto elaborado por um grupo de vereadores durante uma sessão virtual do Legislativo.

O comércio está pressionando os vereadores para agilizar a retomada das atividades

O prefeito Bruno Covas, entretanto, segue dizendo que a cidade não possui condições de flexibilização no momento. Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde, argumentou que caso haja a reabertura aumentaria a pressão nos sistemas de saúde.

Em outubro deste ano estão marcadas as eleições para prefeito e vereador da cidade.

 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram