A Lava Jato prendeu na manhã desta quinta-feira (06), o secretário estadual de Transportes Metropolitanos de João Doria em SP, Alexandre Baldy, por suspeita de fraudes na Saúde. Outras duas pessoas foram presas, entre eles um pesquisador da Fiocruz, Guilherme Franco Netto.

A investigação contra ele se baseia em uma denúncia não relacionada ao trabalho dele na secretaria.

Baldy foi deputado federal por Goiás de 2015 a 2019 e ocupou o cargo de ministro das Cidades de 2017 a 2018, durante o governo de Michel Temer (MDB).

O governador João Doria (PSDB) foi questionado na época em que nomeou Baldy para a Secretaria dos Transportes por este não ser de São Paulo. Em resposta, Doria disse que ele é um grande gestor, com uma experiência política importante.

*Mais informações em instantes