De acorco com o  chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Jr. a segunda onda do “ciclone bomba” pode chegar no iníciodesta madrugada (1). Meteorologistas já alertam que este fenômeno estará mais próximo do litoral e pedem cuidado com o mar agitado.

À CNN Brasil, o chefe da Defesa Civil do estado, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar e as Defesas Civil, Municipal e Estadual estão trabalhando incessantemente para auxiliar as pessoas e dar assistência humanitária.

O “ciclone bomba”, ocorreu nesta terça em Santa Catarina e atingiu 39 cidades do estado, também está no Rio Grande do Sul e no Paraná.