Foto: G1

Ouça essa matéria na integra

Sete criminosos por ataques em avenidas de Vitória nesta sexta-feira (14) foram presas nesta manhã, informou o secretário Estadual de Segurança Pública, Roberto Sá. Em coletiva, ele disse que está sendo investigada a ligação dos ataques com a morte de um jovem de 17 anos no Bairro da Penha, região de intenso domínio do tráfico de drogas e que está ocupada pela Polícia Militar.

O secretário explicou que houve um confronto no início da manhã desta sexta, mas que não foi registrada morte no local. Depois tomaram conhecimento da morte do menor no hospital.

“Tomamos conhecimento de um óbito que deu entrada no [hospital] São Lucas, que é ali da região também: São Benedito, Bonfim, Bairro da Penha. Esse óbito será objeto de uma investigação rigorosa. Há a informação de que, lamentavelmente, esse jovem tinha envolvimento com o tráfico, o que não justifica, esse óbito vai ser investigado como todos os outros são”, disse.

O secretário também informou que o efetivo da PM nas ruas de Vitória aumentou nesta sexta, sendo convocados militares que normalmente ficam com serviços administrativos para irem às ruas. Entretanto, a informação sobre o quantitativo não pode ser informada porque é estratégica, segundo a Sesp.

Os ataques

Criminosos armados chegaram atirando, soltando fogos de artifício e depredando carros nas Avenidas Leitão da Silva e Marechal Campos, Zona Sul de Vitória, na manhã desta sexta-feira (14). O tiroteio gerou desespero nos lojistas e em pedestres e motoristas que passavam pelos locais. Além de viaturas da Polícia Militar nos locais, pelo menos dois helicópteros da corporação estão sendo usados na operação, informa o G1.