sábado, 10 de abril de 2021

Polícia não encontra provas para incriminar PC Siqueira por pedofilia

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 1

Em junho de 2020, o youtuber PC Siqueira teve seu nome envolvido em uma suspeita de pedofilia após mensagens atribuídas a ele circularem nas redes sociais. No entanto, a análise realizada pela Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC), da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, em seu computador, HD externo, celular, videogame e outros dispositivos eletrônicos, não apontou evidência que possa incriminar o youtuber. A informação foi publicada pelo site Notícias da TV.

De acordo com o veículo, em todos os objetos a conclusão foi que PC Siqueira não armazenava, compartilhava fotos ou vídeos de conteúdo pornográfico de menores de idade, não teve conversas sobre o tema ou realizou buscas em sites sobre o assunto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 2

Ainda conforme relatórios que o site obteve acesso, o  único documento em que o tema pedofilia foi encontrado estava no computador do influenciador. Em uma conversa, que a perícia não conseguiu identificar a data exata –entre 2008 e 2011. Os dois flertavam quando uma garota, chamada de Vanessa, mostrou seu RG de quando era menor de idade e PC teria dito: “na verdade, eu sou pedófilo”. Outra frase foi dita após o youtuber mostrar o seu quarto para a mulher e ela observou a presença de brinquedos, e ele respondeu: “tenho essas coisas para atrair menores de idade”.

O caso PC Siqueira

PC Siqueira começou a ser investigado após o vazamento de supostas mensagens em que ele diz que recebeu fotos de uma criança de seis anos nua. As imagens, segundo ele, foram enviadas pela própria mãe da menina. Na época, o youtuber declarou o seguinte: “Fui pego de surpresa ao ver meu nome sendo utilizado por uma articulação criminosa, que tentou me acusar de algo terrível, que jamais cometi ou cometeria. Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida. Ninguém imagina um dia ver seu próprio nome envolvido com um crime abominável”. Após a polêmica, Cauê Moura e Rafinha Bastos abandonaram o canal Ilha dos Barbados, do qual participavam com o influencer.

Doença degenerativa

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 3

Depois de ser acusado de pedofilia no meio de 2020, PC Siqueira sumiu das redes sociais por um tempo. O youtuber retomou o canal em novembro com piadas sutis sobre o caso e, agora, está vivendo de doações dos seguidores. Ele compartilhou nas redes sociais que passou por uma cirurgia de substituição de quadril por causa de uma doença degenerativa rara, e pediu que os fãs contribuam financeiramente para sua recuperação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE 5
Gazeta Brasil
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Últimos artigos