Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Cariani PF
Foto: Reprodução/Redes sociais

Celebridades

8 meses antes de operação da PF, MPSP arquivou investigação contra Cariani sobre o mesmo caso

8 meses antes da operação da Polícia Federal (PF) de terça-feira (12), o Ministério Público de São Paulo (MPSP) arquivou um inquérito aberto a partir da mesma denúncia feita contra o influencer fitness Renato Cariani. A informação é do site Metrópoles.

Ontem, Cariani foi alvo da PF em uma operação contra tráfico de drogas e o desvio de um produto químico usado na produção de crack e cocaína.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

De acordo com a PF, o suposto esquema do qual Cariani faria parte desviou, em 6 anos, uma quantidade de substâncias químicas capaz de produzir 15 toneladas de crack e cocaína.

A investigação da PF, feita em parceria com o Gaeco, braço do MPSP, teve início em 2019, com base em uma denúncia do laboratório AstraZeneca, um dos fabricantes de vacina contra a Covid-19.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A PF pediu a prisão do influencer fitness, da sócia dele na empresa investigada, a Anidrol, e de outros dois suspeitos. Todos foram negados pela Justiça Estadual.

Paralelamente ao inquérito da PF, a Polícia Civil de SP e um promotor do MPSP conduziram outra investigação aberta com base na mesma denúncia feita pela AstraZeneca.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Nesse outro caso, o Ministério Público Estadual arquivou a apuração em abril deste ano.

Além da denúncia da AstraZeneca, a Polícia Civil ouviu uma representante do laboratório que contou aos investigadores sobre as notificações recebidas da Receita Federal por causa de transações suspeitas que teriam sido feitas com a Anidrol, da qual Cariani é sócio.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

De acordo com o portal, a Receita havia identificado 2 pagamentos de R$ 212 mil em dinheiro vivo que a AstraZeneca não reconhece ter feito para a empresa de Cariani.

Em 2021, Renato Cariani prestou depoimento nessa investigação e disse que foi responsável pela negociação com a AstraZeneca juntamente com sua sócia, Roseli Dorth, e que foi abordado por um representante do laboratório por e-mail, além de recebê-lo em sua empresa.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Ainda de acordo com o site, Cariani ainda teria pontuado que recebeu documentos sobre a “aquisição de produtos controlados e documentos” da AstraZeneca.

O influencer confirmou, segundo o Metrópoles, ter conversado com “Augusto Guerra” a respeito das vendas de componentes para a AstraZeneca.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

No inquérito do MPSP, a defesa de Cariani também entregou trocas de e-mails com “Augusto Guerra”, além de veículos que compareciam à sede da sua empresa.

Ela afirmou que descobriu por meio da apuração da Receita que as pessoas com quem conversou “se passaram” por representantes da AstraZeneca.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em reação ao ocorrido, Cariani disse ter “tirado de linha” o cloridrato de lidocaína e que aumentou as “verificações de segurança” entre a Anidrol e os clientes.

Em diligência na empresa, a Polícia Civil colheu alguns dos registros de veículos que entraram na sede da Anidrol.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O dono de um dos automóveis disse em depoimento não saber de nada porque comprou o veículo em período posterior à entrada dele na empresa. Foi até aí que a investigação chegou, de acordo com o Metrópoles.

Não houve quebra de sigilo para descobrir o real dono do e-mail usado para trocar mensagens com Cariani em nome da AstraZeneca, tampouco prorrogação do inquérito.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O promotor Eduardo Soares Amaral acolheu em abril a versão de Cariani e disse que documentos apresentados pelo influencer fitness mostram que “falsários conseguiram estabelecer uma roupagem eficiente para ludibriar a empresa vendedora e promover a aquisição dos insumos químicos” em nome da AstraZeneca.

“Neste cenário, não há elementos viáveis a estabelecerem vínculo entre a empresa Anidrol e o desvio de produtos químicos”, afirmou o promotor ao pedir o arquivamento do caso.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

a AstraZeneca do Brasil confirmou em nota que procurou a PF em 2019 para “comunicar possíveis fraudes relacionadas a notas fiscais emitidas indevidamente em nome da farmacêutica” e afirma que “nunca teve qualquer relação comercial com a Anidrol”, empresa de Cariani.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

elon musk

Negócios

O CEO da Tesla e SpaceX, Elon Musk, alega ter sido “enganado” para consentir que seu filho tomasse bloqueadores pubertários. Ele acrescentou acreditar que...

Fim da isenção de compras internacionais abaixo de US$ 50 pela Câmara pode criar imposto de 92% Fim da isenção de compras internacionais abaixo de US$ 50 pela Câmara pode criar imposto de 92%

Economia

Com a recente sanção do presidente Lula, a nova taxa de 20% sobre compras internacionais de até US$ 50 começará a valer a partir...

lula e indígenas lula e indígenas

Brasil

O número de assassinatos de indígenas no Brasil aumentou significativamente no primeiro ano do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). De acordo...

recuperação judicial dinheiro economia recuperação judicial dinheiro economia

Governo

A equipe econômica anunciou, nesta segunda-feira (22), o congelamento de R$ 15 bilhões no Orçamento de 2024. A decisão foi formalizada no Relatório de...

Saúde

Entre as 39,9 milhões de pessoas vivendo com HIV/Aids no mundo, cerca de 9,3 milhões não têm acesso ao tratamento adequado. Essa lacuna no...

granada granada

São Paulo

Na tarde desta segunda-feira (22), uma granada foi encontrada em um abrigo localizado no bairro do Bom Retiro, no centro de São Paulo (SP)....

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

Nesta segunda-feira (22), um homem viralizou nas redes sociais ao tentar flagrar sua namorada traindo-o em um motel localizado em Madureira, Rio de Janeiro....

Brasil

Anderson Bonetti, sócio do humorista e influenciador Nego Di, foi preso nesta segunda-feira (22) sob acusação de ser o mentor de um esquema fraudulento...

bebê bebê

São Paulo

Um bebê foi encontrado abandonado dentro do banheiro feminino da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Baeta Neves, em São Bernardo do Campo,...

Brasil

Na tarde desta segunda-feira (22), a influenciadora digital Carla Gabola, conhecida por seu trabalho no universo dos concursos, morreu após complicações decorrentes de uma...

ex-Panicat Ana Paula Leme ex-Panicat Ana Paula Leme

Destaques

Um vídeo que está circulando nas redes sociais mostra o momento em que a ex-Panicat Ana Paula Leme agride um policial militar durante uma...

Últimas Notícias

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Aloizio Mercadante, declarou nesta segunda-feira (22) que o Brasil “sente saudade” de Dilma...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit