Google
Arquivo Reuters/Arnd Wiegmann/Direitos reservados

Ouça essa matéria na integra

O site de buscas Google anunciou nesta quinta-feira (12) que está fazendo uma mudança em seu algoritmo de pesquisas na internet para destacar “reportagens originais” quando um usuário procurar por um assunto em específico.

Em primeiro momento, a novidade está disponível apenas em inglês, mas deve se estender em breve para outras línguas, como o português. A informação foi trazida por Richard Gingras, vice-presidente de notícias do Google, em uma publicação no blog oficial da empresa. 

De acordo com Gingras, o objetivo da mudança é privilegiar um trabalho que “consome tempo, esforço e recurso das empresas de jornalismo”.

Entre as alterações, o Google deve passar a destacar matérias que originaram outras reportagens subsequentes, bem como dar maior espaço para veículos de imprensa prestigiados – vencedores de prêmios importantes de jornalismo, como o Pulitzer, ou responsáveis por furos de notícias que mudaram a percepção sobre a política, economia ou a sociedade. 

“Com essas mudanças, as empresas de jornalismo se beneficiam de uma exposição mais ampla e prolongada de seu conteúdo original”, destacou Gingras. As alterações no algoritmo pretendem ainda identificar qual veículo publicou sobre um determinado tema primeiro – algo importante, uma vez que, dado que uma notícia importante é publicada, outras empresas jornalísticas também fazem matérias sobre o mesmo tema. 

“Não existe uma única definição para o que é reportagem original, nem um padrão absoluto para determinar o grau de originalidade de um artigo”, explicou o executivo. “Por isso, nosso trabalho terá de continuar evoluindo para entendermos o ciclo de vida das matérias.”