Depois de a imprensa ter noticiado sua saída na tarde desta segunda-feira (6), o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta disse permanece no cargo. Ele  pediu “paz” para chefiar a pasta.

“Hoje foi um dia tenso, complicado, em que muita gente ficou pensando se eu ia ficar ou ia sair. Vamos continuar, porque continuando a gente vai enfrentar o nosso inimigo, o Covid-19. Temos uma sociedade para tentar proteger, eu não vou abandonar”, disse Mandetta.

“O que nós temos dificuldades é quando, em determinadas situações ou determinadas impressões, as críticas não vêm para agregar o trabalho”, disse o chefe da pasta da saúde. (…) Foi uma reunião muito boa, acho que o governo se reposiciona de ter mais união, foco. Todos unidos em direção ao problema.”(…). Não vamos perder o foco: ciência, disciplina, planejamento, foco. Esses barulhos que vêm ao lado, Fulano falou isso, Beltrano falou aquilo, esquece. Foco aqui”, afirmou o ministro da Saúde.

“Hoje foi um dia emocionalmente mais duro do que os outros. Eles (da equipe) me viram apreensivos, pois me viram ‘poxa vida, era uma coisa tão importante para fazermos”, relatou, sem dar mais detalhes. Em seguida, completou que é preciso “tocar em frente”, disse.

Segundo o ministro, é “muito difícil trabalhar em um sistema que não se sabe ao certo como vai ser o próximo dia ou a próxima semana”. Ele elogiou, ainda, a equipe do Ministério da Saúde e alertou que a pasta “gosta de críticas construtivas”, e não quando elas vem “no sentido de trazer dificuldade no ambiente de trabalho”.

Luiz Henrique Mandetta se reuniu com Bolsonaro e outros ministros importantes do governo às 17h.

 “Vocês do Ministério da Saúde que saíram dos seus setores e ficaram aqui me esperando para fazer choro, cantos, bater panela, vocês vão todos trabalhar, que é o que vocês deveriam estar fazendo enquanto eu estava lá [no Planalto]. Não é para parar enquanto eu não falar para parar. Aqui nós entramos juntos, nós estamos juntos e quando eu deixar o ministério, nós vamos colaborar muito para qualquer equipe que aqui venha, mas nós vamos sair juntos”,concluiu

 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram