onyx

Benefício – Caixa lança terça-feira aplicativo para que trabalhadores informais fora do cadastro peçam auxílio de R$600

Onyx Lorenzoni (DEM), ministro da Cidadania, anunciou durante a coletiva de imprensa nesta sexta-feira (3), que a Caixa Econômica Federal irá lançar um aplicativo na próxima terça-feira (07), para que os trabalhadores informais que não estão inscritos no Cadastro Único possam fazer uma “autodeclaração de renda” e receber o auxílio de R$ 600.

De acordo com o ministro, o software será fácil e irá permitir que as pessoas possam fazer o seu cadastramento através do celular.

Um calendário de recolhimento do benefício será divulgado na semana que vem, e vai ser parecido com o FGTS em 2019.

O pagamento será online e feitos por bancos federais (BB, Caixa, Banco do Nordeste e Banco da Amazônia), pois os desenvolvedores do aplicativo querem evitar a todo custo qualquer etapa presencial, já que no momento as autoridades sanitárias recomendaram o isolamento social.

Onyx revelou que mais informações serão divulgadas na segunda-feira (06). O ministro ainda não revelou como o governo irá conferir quem preenche os requisitos.

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) alertou que quase 11 milhões de trabalhadores informais estão hoje completamente fora dos cadastros oficiais.

Requisitos

O benefício será repassado por três meses e será pago em dobro para mulheres chefes de família (R$ 1,2 mil).
Todos os beneficiários deverão ter mais de 18 anos de idade;
Renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50) ou
Até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família;
Os primeiros a receberem o auxílio serão os beneficiários do Bolsa Família, a partir do dia 10 de abril.

O valor será depositado automaticamente, dependendo de qual dos benefícios for mais benéfico ao cidadão.

Além do auxílio emergencial, também será paga uma antecipação de R$ 600 a pessoas com deficiência que ainda aguardam na fila de espera do INSS até a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Para as pessoas que estão inscritas o Cadastro Único (CadÚnico) até o dia 20 de março e for titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI) ou contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social não vai precisar se inscrever no aplicativo.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram