O Comitê-Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) decidiu durante a 8ª Reunião Extraordinária do Gecex, por proposta do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento nesta quarta-feira (09) zerar a alíquota do Imposto de Importação para o arroz em casca e beneficiado até o fim deste ano em meio à expressiva alta no preço do produto no país.

O objetivo do governo é facilitar a entrada de alguns itens da cesta básica que possuem origem estrangeira. Em decorrência da pandemia, o arroz disparou nas últimas semanas, com pacote de cinco quilos chegando a custar R$ 40 em alguns sites (normalmente, é vendido a cerca de R$ 15).

O aumento das importações de alimentos que se dá por parte da China e a desvalorização do real ante o dólar ocasionam no encarecimento dos produtos básicos no país – e levou também a uma queda de braço entre os supermercadistas e a indústria de alimentos sobre o repasse do aumento de custos para os consumidores.

Em nota, o Ministério da Economia informou que a redução temporária está restrita à cota de 400 mil toneladas e que a decisão veio após proposta feita pelo Ministério da Agricultura ao colegiado.