O investimento do Governo Federal no pagamento do Auxílio Emergencial chega a R$ 200 bilhões nesta sexta-feira (18.09). A marca histórica é alcançada com os créditos de R$ 2,6 bilhões para quatro milhões de cidadãos que nasceram em julho e de R$ 429,5 milhões para os beneficiários do Bolsa Família com o Número de Identificação Social (NIS) final 2. São 67,2 milhões de pessoas beneficiadas com a transferência de recursos do programa criado para reduzir os impactos socioeconômicos causados pela pandemia do novo coronavírus na população.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Essa é a maior operação de transferência de recursos para um programa social da nossa história. É um dinheiro que vai direto para a conta do cidadão para que ele possa superar as dificuldades causadas pela pandemia e manter a sua dignidade. O investimento de R$ 200 bilhões, além de um marco, revela o nosso compromisso de não deixar ninguém para trás”

Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania

“Essa é a maior operação de transferência de recursos para um programa social da nossa história. É um dinheiro que vai direto para a conta do cidadão para que ele possa superar as dificuldades causadas pela pandemia e manter a sua dignidade. O investimento de R$ 200 bilhões, além de um marco, revela o nosso compromisso de não deixar ninguém para trás”, destaca Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania.

O pagamento desta sexta-feira (18.09) do Auxílio Emergencial para os nascidos em julho é referente ao Ciclo 2 de transferências do grupo de trabalhadores informais, autônomos, desempregados, contribuintes individuais do INSS e Microempreendedores Individuais. Os valores já podem ser utilizados para quitar boletos e realizar compras online. Os saques e transferências para este público serão liberados em 8 de outubro.

No Ciclo 2, que se encerra em 30 de setembro e tem 47 milhões de cidadãos contemplados, são pagas desde a parcela dois até a cinco, dependendo da data em que a pessoa teve seu cadastro aprovado. Os quatro milhões de nascidos em agosto receberão na próxima quarta-feira (23.09)

Os beneficiários do Bolsa Família começaram a receber nesta quinta-feira (17.09) o pagamento que vai até o próximo dia 30, da extensão do Auxílio Emergencial no valor de R$ 300 ou R$ 600, após a transferência da quinta parcela de R$ 600 ou R$ 1.200 realizada no último mês. Esse público recebe conforme o calendário habitual do programa seguindo o NIS.

Das mais de 14,27 milhões de famílias contempladas na folha de pagamento do PBF de setembro, 12,4 milhões receberão o valor habitual do Bolsa Família somado à extensão do Auxílio Emergencial para se chegar a cota de R$ 300 ou R$ 600 no caso das mães solteiras provedoras do lar.