O ex-secretário de Desestatização e Privatizações, Salim Mattar, reafirmou nesta quarta-feira (12), durante entrevista ao GloboNews, o compromisso do presidente Jair Bolsonaro com as privatizações em seu governo.

“Foi bom, mas poderia ter sido ótimo”, disse o ex-secretário sobre o volume de privatizações no governo.

Mattar disse que, ao deixar o governo, vai reforçar seu trabalho em “alavancar” ideias e estudos liberais no Brasil.

Ele disse também que “foi um gesto de grandeza do presidente Bolsonaro ter mudado de ideia” sobre privatizações, e contou que o presidente costumava lhe cobrar sobre as privatizações.