O Governo Federal disponibilizou R$ 600 bilhões para combate à pandemia a partir de 25 medidas entre MPs e iniciativas do Congresso Nacional. O secretário de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, afirmou que, desse montante, R$ 320 bilhões foram destinados ao auxílio emergencial. O senador Esperidião Amin (PP-SC) lamentou que o Pronampe, programa de apoio à micro e pequena empresa, apesar de ter recebido R$ 28 bilhões para garantia dos empréstimos, não contou com contrapartida dos bancos, que se limitaram ao valor garantido pelo governo. Mais informações com o repórter Rodrigo Resende, da Rádio Senado.

Impact widget

Fonte: Agência Senado