Foto: Reprodução

O governo federal aumentou a previsão de déficit nas contas públicas para R$ 419,2 bilhões em 2020, informa o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

O orçamento de 2020, sancionado em janeiro pelo presidente Jair Bolsonaro, previa déficit de R$ 124 bilhões.

Waldery deu a informação nesta quinta-feira (02) em uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto ao lado de outros integrantes da equipe econômica.

Segundo o secretário, o aumento na previsão do déficit foi motivado pelo aumento de gastos relacionado a medidas de combate ao avanço da crise do coronavírus. De acordo com ele, essas medidas somam R$ 224,6 bilhões.

Ainda segundo Waldery, se confirmado o déficit de R$ 419,2 bilhões, o valor será o maior da série histórica. Ele também afirmou que o valor é uma estimativa e pode ser revisada mais adiante.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram