O governo federal vai apresentar uma nova proposta ao Congresso para desonerar a folha de pagamentos de mais setores da economia, além dos 17 que já o possuem, até o final de 2022. A informação foi pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), nsta terça-feira (29).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“O líder Eduardo Gomes está conversando com todos os lderes porque parece que tem uma proposta de prorrogar por mais um ano a questão da desoneração. Então, eles querem meio que conciliar essa proposta de prorrogação por mais um ano, 2022. O líder Eduardo Gomes está construindo isso acho que com o aval da equipe econômica”, afirmou Alcolumbre.

Segundo o presidente do Senado, a medida iria além dos 17 setores que já tem o benefício fiscal: “[Seria] Uma coisa mais ampla. Então, eles estão reunidos agora, o senador Eduardo Gomes falou que ia consultar todos os líderes até meio-, 13h, para a gente tentar falar novamente porque está convocada sessão para amanhã e eu estarei aí 10h da manhã”.

Questionado se a desoneração da folha de pagamento mais ampla estava condicionada à manutenção de vetos do presidente, Alcolumbre despistou. “Não sei. Não sei se será em troca da manutenção do veto ou se será um debate amplo dessas propostas”, disse.