industrias-producao-de-aco
Foto: divulgação

A produção industrial brasileira cresceu 7% em maio frente a abril após tombo histórico de dois meses de queda por conta da pandemia, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira (2).

Apesar do resultado positivo, o crescimento não foi suficiente para reverter a queda de 26,3% acumulada em março e abril — neste mês, o setor teve o maior encolhimento da série histórica.

De acordo com o IBGE, os dados refletem os impactos da pandemia da covid-19 na economia brasileira. 

O crescimento da indústria em maio foi impulsionado pelo resultado positivo em 20 dos 26 ramos pesquisados. 

Os destaques positivos foram veículos automotores, reboques e carrocerias (244,4%), que interrompeu dois meses seguidos de queda na produção e marcou a expansão mais acentuada desde o início da série histórica, mas ainda assim se encontra 72,8% abaixo do patamar de fevereiro último, e os segmentos de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (16,2%). 

Siga a Gazeta Brasil no Instagram