O número de brasileiros afastados do trabalho por causa da pandemia caiu para 7 milhões na semana de 5 a 11 de julho, segundo a Pnad Covid19 (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira (31).

Na semana anterior, 8,3 milhões estavam nesta situação (10,1% da população ocupada), enquanto na semana de 3 a 9 de maio o contingente era de 16,6 milhões (19,8%). 

A população desocupada foi estimada em 12,2 milhões de pessoas, estável frente à semana anterior (11,5 milhões), mas cresceu em relação à semana de 3 a 9 de maio (9,8 milhões). 

Trabalho remoto

O número de pessoas ocupadas que estavam trabalhando de forma remota caiu de 8,9 milhões para 8,2 milhões. São cerca de 700 mil pessoas que podem ter retornado ao trabalho presencial com a flexibilização das medidas de distanciamento social. 

A coordenadora da pesquisa, Maria Lúcia Vieira, diz que esta foi a primeira queda significativa. “Essa é a primeira queda significativa nesse grupo desde o início de maio, quando a pesquisa começou. A redução foi observada tanto em valores absolutos (643 mil) quanto percentuais (11,6%) e reflete o que já estamos vendo, que é o retorno de parte dessas pessoas aos seus locais de trabalho antes da pandemia”, afirmou.