Foto: divulgação

A previsão do mercado financeiro para a queda da economia brasileira este ano chegou a 5,89%, devido aos efeitos de medidas restritivas definidas pelos governadores e prefeitos para “tentar conter” a covid-19.

Essa foi a 15ª revisão seguida para a estimativa de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país. Na semana passada, a previsão de queda estava em 5,12%.

A estimativa consta do Boletim Focus, publicação divulgada semanalmente pelo Banco Central (BC), com a projeção para os principais indicadores econômicos.

A previsão para o crescimento do PIB em 2021 passou de 3,20% para 3,50% e para 2022 e 2023 continua em 2,50%.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram