Ouça essa matéria na integra

A Odebrecht  alegou à Justiça que a Caixa Econômica Federal agiu de má-fé ao pedir a decretação da sua falência, informa a Folha.

A empresa afirmou à Justiça que o banco tem como objetivo “conquistar mais espaço na negociação que a empresa tem mantido de forma ativa com seus credores”.

Para a construtora, o pedido da Caixa é “irresponsável” e traz insegurança jurídica. “O banco feriu princípios de lealdade processual e boa-fé de forma contrária aos princípios mais basilares do processo civil”, diz a empresa.

“[A falência da Odebrecht] Seria catastrófica para o mercado, para a sociedade brasileira e para os seus credores”, afirma o grupo.

As dívidas da Odebrecht, que está no centro das investigações da Lava Jato, chegam a R$ 51 bilhões.