Petrobras e filmes

A Petrobras não vai mais patrocinar “artistas ricos” nem “filmes de qualidade mais do que sofrível”, afirmou o presidente da estatal, Roberto Castello Branco, em uma palestra por videoconferência nesta quinta-feira (17).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo O Globo, a Petrobras “executa um amplo programa de corte de gastos em meio a prejuízos provocados pela pandemia e dificuldades para reduzir o alto endividamento”.

Castello Branco disse também que, além de reduzir despesas na área cultural, a Petrobras está redirecionando patrocínios para projetos voltados para crianças e que, na sua visão, têm retorno social.

“Além da busca contínua por redução de custos resolvemos mudar a composição de nossos patrocínios. A Petrobras patrocinava artistas ricos e filmes de qualidade mais do que sofrível, como ‘Bixa Travesty’,  ‘Lasanha Assassina’ e outras coisas mais”, declarou o presidente da estatal.

O Globo diz ainda que o primeiro filme citado por Castello Branco é um documentário sobre transexuais, e o segundo um curta-metragem com participação de José Moijca Marins, o Zé do Caixão, cineasta que morreu em fevereiro deste ano.