CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cientistas que estão monitorando as reações imunológicas ao novo coronavírus começam a ver sinais animadores de imunidade forte e duradoura, mesmo em pessoas que apresentaram apenas sintomas leves da Covid-19. É o que sugere uma série de novos estudos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os anticorpos que combatem doenças, assim como as células imunológicas chamadas células B e células T, que são capazes de reconhecer o vírus, parecem persistir meses após a cura das infecções— uma repetição animadora da reação prolongada do corpo a outros vírus.

“As coisas estão realmente funcionando como deveriam”, disse Deepta Bhattacharya, imunologista na Universidade do Arizona e autor de um dos novos estudos, que ainda não foi revisado por pares.

Embora os pesquisadores não possam prever quanto tempo essas respostas imunológicas vão durar, muitos especialistas consideram os dados um indício positivo de que as células mais “estudiosas” do corpo estão fazendo seu trabalho —e terão uma boa chance de se defender do coronavírus mais depressa e com maior entusiasmo que antes, caso sejam expostas a ele novamente.

“É exatamente o que esperávamos”, disse Marion Pepper, imunologista da Universidade de Washington e autora de outro novo estudo, que está atualmente em análise na revista Nature. “Todas as peças estão presentes para termos uma resposta imunológica totalmente protetora.”

A proteção contra a reinfecção não pode ser totalmente confirmada até que haja prova de que a maioria das pessoas que encontram o vírus pela segunda vez realmente são capazes de mantê-lo sob controle, disse Pepper. Mas as descobertas podem ajudar a suprimir as recentes preocupações sobre a capacidade do vírus de enganar o sistema imunológico e fazê-lo esquecer, deixando as pessoas vulneráveis a episódios repetidos da doença.

*Com informações de The News York Times

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE