O Brasil, por meio do Ministério da Saúde, recebeu, nesta sexta-feira (26), os primeiros 200 ventiladores pulmonares doados pelo governo dos Estados Unidos. Esse é o primeiro lote de um total de mil ventiladores que serão enviados ao Brasil para apoiar o atendimento da população brasileira no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. O equipamento é um insumo estratégico utilizado nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e que serão distribuídos de acordo com a demanda de estados e municípios, levando em consideração a variação da curva epidemiológica e a estrutura para instalação.  

A cerimônia virtual foi conduzida pelo diretor da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), no Brasil, Ted Gehr, e contou com a participação do chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger; do embaixador dos EUA, Todd C. Chapman; do embaixador Moretti, Secretário de Comércio Exterior e Assuntos Econômicos do Itamaraty; e do secretário Executivo do Ministério da Saúde do Brasil, Elcio Franco, que representou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello.

“Acabamos de receber o primeiro lote de 200 ventiladores pulmonares doados pelos Estados Unidos da América, de um total de mil equipamentos. Essa doação é, sem dúvida, fruto do bom relacionamento que o presidente Jair Bolsonaro vem construindo desde janeiro de 2019 com o presidente Donald Trump. Fizemos importante esforço institucional para agilizar ao máximo a entrada desse lote no país, já que os hospitais brasileiros precisam desse equipamento tão estratégico para salvar vidas”, afirmou o secretário Executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco.

O secretário Elcio explicou que o Ministério da Saúde atualiza diariamente o plano de distribuição dos ventiladores pulmonares e fecha um planejamento semanal. “São estuadas todas as demandas dos secretários estaduais, que têm seus planos de contingência, com apoio dos conselhos Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Levantamos as demandas mais prementes em todos os municípios do país, e estabelecemos as prioridades. Ainda com o apoio desses agentes, realizamos um plano logístico, de acordo com a variação da curva epidemiológica, com a necessidade de cada cidade e com a capacidade de colocar rapidamente esse insumo estratégico em operação”. Ele reforçou que essa dinâmica vale, tanto para os equipamentos que em estoque quanto os doados pelos EUA.

“O Brasil e os EUA têm uma longa história de parceria, inclusive em questões em desenvolvimento. Por isso, estamos aqui hoje, para que juntos possamos enfrentar a ameaça da Covid-19. A doação desses ventiladores simboliza o compromisso forte entre os dois países. Desde março deste ano, o valor da nossa cooperação com o Brasil representa US$ 15,5 milhões na resposta à pandemia”, destacou o chefe de gabinete da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID), William Steiger.

“A Covid é um desafio para os EUA, o Brasil e o Mundo. Nesta semana, cumprimos com o compromisso do presidente Donald Trump feito com o presidente Jair Bolsonaro, de entregar os primeiros ventiladores pulmonares. O Brasil é prioritário para nós e é um dos primeiros países do Mundo a receber esse carregamento de ventiladores pulmonares”, afirmou o embaixador dos EUA, Todd C. Chapman.