A Controladoria-Geral do Estado descorbriu risco de mau uso do dinheiro público e suspeitas de irregularidade em 99,47% dos contratos e aditivos feitos pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) do Rio de Janeiro durante o combate à pandemia do novo coronavírus no Brasil. A informação é do G1.

Foto: Reprodução

A conclusão está na nota de investigação 20200053 da Controladoria – já enviada ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e ao Tribunal de Justiça (TJRJ).

Diante do relatório, a SES disse que revisará todos os contratos assinados de forma emergencial durante a pandemia e que punirá “qualquer possível irregularidade”

Segundo o levantamento realizado pelos técnicos, a secretaria de Saúde gastou R$ 1.497.626.148, 68 em contratações para combater a pandemia. Desse total, R$ 1.489.696.980,04 – ou seja, 99,47% da verba – apresentam risco de terem sido gastos de forma irregular.