Os milhões de reais encontrados na mala do carro de ex-secretário de Saúde do Rio

195

A operação do Ministério Público que prendeu nesta sexta-feira (10) o ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Edmar Santos encontrou em uma casa dele R$ 6 milhões de reais em dinheiro. O dinheiro estava numa casa em Itaipava, na Região Serrana. 

Edmar Santos era o chefe do ex-subsecretário estadual de Saúde Gabriel Neves, que está preso.

Além da quantia, bens e valores de Edmar foram confiscados judicialmente até que atinjam R$ 36.922.920, valor correspondente ao que o ex-secretário desviou dos cofres públicos em três contratos fraudados, segundo o MP.

“O MP-RJ requereu, e obteve na Justiça, autorização para acesso e extração do conteúdo armazenado nos materiais apreendidos, como telefones celulares, computadores e pen drives, inclusive de registros de diálogos telefônicos ou telemáticos, como mensagens SMS ou de aplicativos como WhatsApp, dentre outros. Este trabalho técnico será realizado pela Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MP-RJ). Também foi deferida pela Justiça a medida assecuratória de arresto de bens e valores de Edmar até o valor R$ 36.922.920,00, equivalente aos recursos públicos desviados em três contratos fraudados para aquisição dos equipamentos médicos”, diz a nota dos promotores.