Foto: Reprodução/Divulgação

A Kellogg América Latina divulgou na semana passada que fez uma doação de 1 milhão de dólares, em dinheiro e produtos, para auxiliar as famílias menos favorecidas, que estão em isolamento social provocado pela pandemia de covid-19.

A soma será revertida na entrega de cerca de 25 milhões de porções de alimentos, entre outros recursos. A gestão e distribuição deverá ser feita por meio de parcerias com entidades como a United Way e a Rede Global de Bancos de Alimentos – no país, a rede atua como a Mesa Brasil.

Fome e covid-19

“Nosso objetivo é garantir dias melhores para quem mais precisa, por meio do fornecimento de alimentos. Hoje, como sociedade, enfrentamos um enorme desafio e, por isso, devemos estar cada vez mais unidos”, explicou  Nicolás Amaya, presidente da Kellogg América Latina.

“Como empresa, temos a responsabilidade social de fornecer alimentos a nossos consumidores quando eles mais precisam, e, em um momento tão difícil como esse, estamos estendendo esse compromisso às comunidades mais vulneráveis”, acrescenta.

A ação criada pela Kellogg América Latina faz parte de um anúncio recente da empresa sobre a questão da insegurança alimentar, por meio da plataforma global Better Days. Ao todo a marca já doou 7,5 milhões de dólares para o combate à fome causada pela covid-19.

A marca, conhecida pela produção de alimentos prontos, como cereais matinais, criou o e-mail [email protected] para quem deseja apoiar a ação ou receber informações sobre as necessidades dos bancos de alimentos locais.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram