CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro rebateu na tarde desta quarta-feira (30), a ameaça de possível sanção econômica do EUA contra o Brasil, caso Joe Biden assuma a presidência norte-americana. Em debate na noite desta terça-feira (29), o candidato democrata mencionou uma possível sanção o Brasil, caso o país não “pare de derrubar” a Amazônia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira a fala completa do presidente:

O candidato à presidência dos EUA, Joe Biden, disse ontem que poderia nos pagar U$ 20 bilhões para pararmos de “destruir” a Amazônia ou nos imporia sérias restrições econômicas.

O que alguns ainda não entenderam é que o Brasil mudou. Hoje, seu Presidente, diferentemente da esquerda, não mais aceita subornos, criminosas demarcações ou infundadas ameaças. NOSSA SOBERANIA É INEGOCIÁVEL.

Meu governo está realizando ações sem precedentes para proteger a Amazônia. Cooperação dos EUA é bem-vinda, inclusive para projetos de investimento sustentável que criem emprego digno para a população amazônica, tal como tenho conversado com o Presidente Trump.

A cobiça de alguns países sobre a Amazônia é uma realidade. Contudo, a externação por alguém que disputa o comando de seu país sinaliza claramente abrir mão de uma convivência cordial e profícua.

Custo entender, como chefe de Estado que reabriu plenamente a sua diplomacia com os Estados Unidos, depois de décadas de governos hostis, tão desastrosa e gratuita declaração.

Lamentável, Sr. Joe Biden, sob todos os aspectos, lamentável“.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE