Em seu discurso para a ONU que foi realizada pela primeira vez de maneira virtual em decorrência da pandemia da covid-19 nesta terça-feira (22) o presidente Jair Bolsonaro destacou que o Brasil é um país de “referência internacional no campo humanitário e nos direitos humanos”, o líder brasileiro também ressaltou que seu governo tomou as melhores medidas econômicas para evitar que o mal causado pela pandemia piorasse como: a pobreza, fome e miséria.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
“No campo humanitário e dos direitos humanos, o Brasil vem sendo referência internacional pelo compromisso e pela dedicação no apoio prestado aos refugiados venezuelanos, que chegam ao Brasil a partir da fronteira no estado de Roraima.” resssaltou o presidente

O presidente também deu enfase à Operação Acolhida elaborada pelo Ministério da Defesa que salvou a vida de quase 400 mil venezuelanos, em razão da grave crise estabelecida pelo governo comunista de Nicolás Maduro.

“A Operação Acolhida, encabeçada pelo Ministério da Defesa, recebeu quase 400 mil venezuelanos, deslocados devido à grave crise político-econômica gerada pela ditadura bolivariana. Com a participação de mais de 4 mil militares, a Força-Tarefa Logística Humanitária busca acolher, abrigar e interiorizar as famílias que chegam à fronteira”, disse durante o vídeo.

O mandatário ainda reforçou que o país já participou de dezenas de missões internacionais de paz e que duas militares foram “premiadas pela ONU na Missão da Republica Centro-Africana pelo trabalho contra violência sexual”.