Foto: Unoesc/Divulgação

O reitor da Universidade Oeste de Santa Catarina (UNOESC), Aristides Cimadon, cotado para assumir o Ministério da Educação, está em Brasília e aguarda um posicionamento do Palácio do Planalto para se reunir com o presidente Jair Bolsonaro, informa O Antagonista.

“Vamos ver, vamos ver, estou aguardando”, disse Cimadon.

Ao site, ele também confirmou que foi indicado pelo senador Jorginho Mello (PL), de quem é amigo pessoal:

“É, eu sou muito chegado ao Jorginho, então naturalmente [ele me indicou]. Mas não há nada definido, nada.”

Perguntado se toparia a missão de assumir o MEC, ele respondeu: “Não sei, não sei, vamos ver.”

Siga a Gazeta Brasil no Instagram