O presidente Jair Bolsonaro publicou na tarde desta quarta-feira (15), nas suas redes sociais, um texto defendendo o ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello.

Recentemente, ele foi atacado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes e pelo ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Confira na íntegra a postagem:

“TODOS NÓS QUEREMOS O MELHOR PARA O BRASIL.

– O Gen Pazuello é formado na Academia Militar das Agulhas Negras, na arma de Intendência, possuindo mais de 40 anos de experiêncial em logística e administração.

– Em 2014/2015 na sua primeira grande missão como Oficial General foi na criação do Centro de Obtenções do Comando Logístico do Exército.

– Em 2016, nos JO Rio 2016, o Gen Pazuello e sua pequena equipe foram convocados para a gestão da Logística Olímpica e Financeira na parte de Segurança e Defesa. A competição foi um sucesso e elogiada no mundo todo.

– Entre 2018 e 2020, a situação de Roraima foi agravada com um crescente número de venezuelanos fugindo da ditadura e fome de Maduro. Também lá o Gen Pazuello ficou à frente da Operação Acolhida. A ONU e o mundo elogiam até hoje as ações do Exército na região.

– Quis o destino que o Gen Pazuello assumisse a interinidade da Saúde em maio último. Com 5.500 servidores no Ministério o Gen levou consigo apenas 15 militares para a pasta. Grupo esse que já o acompanhava desde antes das Olimpíadas do Rio.

– Pazuello é um predestinado, nos momentos difíceis sempre está no lugar certo para melhor servir a sua Pátria.

– O nosso Exército se orgulha desse nobre soldado”.

Siga a Gazeta Brasil no Instagram