Foto: reprodução

O presidente Jair Bolsonaro disse na madrugada desta quinta-feira (11), na porta do Palácio da Alvorada, que a recriação do Ministério das Comunicações não acarretará em aumento de despesa.

“Nenhum cargo foi criado, exceto o próprio ministro. E por ser deputado ele faz opção de salário de deputado ou de ministro, então custo zero, nada mais foi acrescido”, afirmou.

“Ele [Fábio Faria, escolhido como novo ministro das Comunicações] entra a todo vapor na segunda-feira, trabalhando já com a equipe própria. Vai aproveitar a maioria do pessoal comissionado que estava ali nesses outros órgãos. E o objetivo é, logicamente, colocar a EBC, que nós temos, pra funcionar. Também devemos privatizar a EBC num primeiro momento, assim que for possível também”, disse, afirmando que, antes, objetivo é investir em programação e tirar a emissora do “traço” na audiência.

“Algumas coisas nós exageramos até na questão dos ministérios. Um país continental como esse, a gente queria quinze ministérios, botamos um número. Depois chegou a vinte e dois. E o ministério em si não tem muita despesa a mais, sendo criado um ou mais ministérios”, disse o presidente sobre criar o seu 23º ministério.