Ouça essa matéria na integra

O presidente Jair Bolsonaro comentou, nesta terça-feira (14), que tem sido criticado pela proposta de mudança na cobrança da conta de luz para templos religiosos. 

O Ministério de Minas e Energia anda avaliando, a pedido da bancada evangélica, a concessão de um subsídio para os locais de culto.

O argumento, informa a Folha, “é que as cerimônias são realizadas à noite, em horário de pico no consumo de energia”.

“Eu estou apanhando e não decidi nada ainda. Eu não sei por que essa gana de dar pancada em mim o tempo todo. Eu assinei o decreto? Então por que essa pancada?”, questionou.