Bolsonaro mercado

Ao comentar o aumento do preço do arroz, o presidente Jair Bolsonaro defendeu ao apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada que não pode começar a interferir no mercado. “É a lei da oferta e da procura”, afirmou.

“Aumentou o preço do ovo também. É a lei da oferta e da procura. É igual o arroz”, disse o presidente na manhã desta quarta-feira (16), que acredita que os preços vão se normalizar no fim do ano.

“A partir do final de dezembro começa uma colheita grande de arroz, aí normaliza o preço. Eu não posso é começar a interferir no mercado. Se interferir, o material some da prateleira, isso que é pior”, finalizou.