O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, deixa o Palácio da Alvorada, em meio ao surto da doença por coronavírus (COVID-19), em Brasília, Brasil, em 20 de abril de 2020. REUTERS / Ueslei Marcelino

O juiz da Justiça Federal do Distrito Federal (DF), Renato Borelli, determinou nesta terça-feira (23), que o presidente Jair Bolsonaro é obrigado a usar máscara em espaços públicos de Brasília, sob pena de multa de R$ 2 mil por dia.

Na decisão, o juiz citou o decreto do governador do DF Ibaneis Rocha que obrigou a população do distrito a utilizar as máscaras de proteção em espaços públicos durante a pandemia da covid-19.

“Basta uma simples consulta ao Google para se ter acesso a inúmeras imagens do réu Jair Messias Bolsonaro, transitando por Brasília e entorno do Distrito Federal, sem utilizar máscara de proteção individual, expondo outras pessoas à propagação de enfermidade que tem causado comoção nacional”, afirmou.

O juiz determinou também que a União deve exigir de seu servidores o uso de máscaras, sob pena de multa diária de R$ 20 mil, e que o Governo do Distrito Federal (DF) fiscalize o “uso efetivo de máscaras faciais de proteção por toda população”.

Confira