fbpx
domingo, 20 de dezembro de 2020

Vacinação contra Covid-19 deve começar com idosos, profissionais da saúde e indígenas, anuncia Ministério da Saúde

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vacinação Covid Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (1) os primeiros pontos da estratégia “preliminar” para a vacinação da população contra o novo coronavírus (Covid-19).

Segundo a pasta, o plano será dividido em quatro etapas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Veja abaixo os principais pontos da estratégia preliminar:

  • 1ª fase: trabalhadores da saúde, população idosa a partir dos 75 anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (como asilos e instituições psiquiátricas) e população indígena
  • 2ª fase: pessoas de 60 a 74 anos.
  • 3ª fase: pessoas com comorbidades que apresentam maior chance para agravamento da doença (como portadores de doenças renais crônicas e cardiovasculares).
  • 4ª fase: professores, forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

Os pontos foram apresentados após reunião da Câmara Técnica responsável pela elaboração do plano de vacinação.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Apesar da divulgação preliminar, o governo afirma que o plano de imunização só ficará pronto quando houver vacina registrada na Anvisa.

“É importante destacar que o plano que está sendo discutido ainda é preliminar e sua validação final vai depender da disponibilidade, licenciamento dos imunizantes e situação epidemiológica de cada região”, disse o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros.

Vacina para 109 milhões de pessoas

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota divulgada nesta terça, o ministério informou que a expectativa é imunizar 109,5 milhões de pessoas no próximo ano. Ainda de acordo com a pasta, a estimativa é que a vacinação ocorra “em duas doses, como previsto pelos esquemas vacinais dos imunizantes já garantidos pelo Ministério da Saúde – Fiocruz/AstraZeneca e por meio da aliança Covax Facility”.

O Ministério da Saúde lembrou também que o governo tem atualmente garantidas 142,9 milhões de doses de vacinas por meio dos acordos Fiocruz/AstraZeneca (100,4 milhões) e Covax Facility (42,5 milhões). Entretanto, nenhuma vacina obteve registro na Anvisa.

Sem citar a CoronaVac, o governo apontou ainda que, “no mês passado, o Ministério da Saúde sediou encontros com representantes dos laboratórios Pfizer BioNTech, Moderna, Bharat Biotech (covaxin) e Instituto Gamaleya (sputinik V), que também possuem vacinas em estágio avançado de pesquisa clínica, para aproximação técnica e logística”.

Mais cedo nesta terça-feira, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, disse que o plano de vacinação terá como meta a adoção de imunizantes que sejam termoestáveis, ou seja, que não precisem de baixíssimas temperaturas de armazenamento, como ocorre com candidatas da Pfizer e da Moderna.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
Gazeta Brasilhttps://www.gazetabrasil.com.br
A Gazeta Brasil é um jornal brasileiro diário editado na cidade de São Paulo. Publica textos, fotos, vídeos no formato digital. Faz parte do grupo AZComm Comunicação e Eventos.
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Últimos artigos

Carla Zambelli: “Eu não aconselho bater no STF”

Após ser alvo de fortes cobranças nas redes sociais, a deputada Carla Zambelli fez um vídeo na noite deste domingo (20) explicando o seu...

EUA confirmam 6 casos de reação alérgica grave à vacina da Pfizer

Neste sábado (19), o Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) informou que 6 pessoas desenvolveram reação alérgica grave depois de receberem doses...

Bolsonaro: “Vai ter um partido de direita para 2022”

Em entrevista divulgada neste sábado (19), o presidente Jair Bolsonaro reconheceu o risco de não conseguir o registro da Aliança Pelo Brasil a tempo...

Guedes: Agenda de reformas estruturais será retomada

Em um balanço feito nesta sexta-feira (18) sobre a economia brasileira em 2020 e as medidas tomadas pelo Governo Federal, o ministro da Economia,...

Dr. Furlan (Cidadania) vence irmão de Alcolumbre (DEM) e é eleito prefeito de Macapá

neste domingo (20), O candidato Dr. Furlan (Cidadania) foi eleito como novo prefeito da cidade de Macapá (AP). Depois de sair atrás no primeiro turno,...