CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Felipe Santa Cruz

740 advogados entraram com um mandado de segurança no Tribunal Regional Federal da 1ª Região para solicitar o afastamento do presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz. O grupo alega que Felipe Santa Cruz age com desvio de finalidade e que transformou o Conselho Federal da OAB em uma entidade ‘político-partidária’.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em delação divulgada pela CNN, o ex-presidente da Fecomercio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio) do Rio de Janeiro, Orlando Diniz, disse que Santa Cruz lhe pediu dinheiro “em espécie” para sua campanha à reeleição da OAB do Rio em 2014. Diniz disse que não tinha os recursos, mas acertaram um contrato de fachada entre a Fecomércio e um indicado de Santa Cruz para efetuar o contrato, Anderson Prezia, no valor de 120 mil reais. Os serviços, segundo ele, nunca foram prestados.

Em rede social, o advogado Pierre Lourenço da Silva,  diretor-jurídico do Instituto Nacional da Advocacia (INAD), disse que o grupo conseguiu 740 nomes para lista.

“Fechei a lista hoje a tarde nos 740 nomes. Agradeço a todos. Em breve disponibilizarei a mesma e QQ advogado poderá usar para comprovar que ao menos”, escreveu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE