CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Black Lives Matter em Wisconsin

A polícia de Kenosha, em Wisconsin (EUA), informou nesta quarta-feira (26) que duas pessoas morreram e uma ficou ferida após um tiroteio na noite anterior. A vítima que sobreviveu foi levada a um hospital com ferimento sério, mas sem risco à vida.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Kenosha é a cidade onde, no domingo (23), um policial branco atirou contra um homem negro, Jacob Blake, provocando tumultos e protestos. Manifestantes incendiaram veículos, quebraram janelas e entraram em confronto com policiais pela terceira noite seguida.

A polícia não informou se o tiroteio tem relação com os tumultos, mas o New York Times relatou que os tiros foram disparados perto de onde manifestantes estavam reunidos e onde um grupo de homens estava armado.

Blake ficou parcialmente paralítico após o incidente. A mãe dele, Julia Jackson, disse à imprensa na terça-feira que ela se opõe à destruição causada pelos protestos estimulados pelo fato de seu filho ter sido baleado. “Notei muitos danos”, disse ela. “Isso não reflete meu filho ou minha família”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE