Nos siga em

O QUE ESTÁ PROCURANDO

Mundo

Fortalecimento da Direita na Eleição Europeia de 2024 Redefine o Cenário Parlamentar: Confira os Resultados

As eleições deste domingo para renovar a composição do Parlamento Europeu mostraram um avanço significativo da direita, especialmente na França e na Alemanha, onde essa tendência superou, segundo as primeiras estimativas, os partidos no poder.

Dezenas de milhões de europeus, de Portugal à Lituânia, votaram neste domingo para eleger seus representantes no Parlamento Europeu. Os 27 países membros da União Europeia escolheram 720 assentos no Parlamento Europeu (15 a mais que os atuais 705) e mais de 370 milhões de pessoas foram convocadas às urnas. Cada país distribui uma parte proporcional dos assentos com base na sua população. Alemanha (96), França (81), Itália (76) e Espanha (61) são os países que mais contribuem com parlamentares europeus, enquanto Malta (6) e Luxemburgo (6) contribuem com menos.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

A eleição dos eurodeputados abre um novo ciclo no bloco, e os novos legisladores designarão quem presidirá a Comissão Europeia, o braço executivo da UE.

França e Alemanha: A Direita em Ascensão

Na França, as pesquisas de boca de urna indicaram que o partido de extrema-direita Reunião Nacional obteve mais de 30% dos votos, quase o dobro da coalizão liberal lançada pelo presidente Emmanuel Macron. O candidato de extrema-direita, Jordan Bardella, 28 anos, apelou imediatamente a Macron para convocar eleições legislativas antecipadas, pouco depois do anúncio de uma aparição do presidente na noite de domingo.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na Alemanha, a maior economia da UE, as pesquisas de boca de urna indicavam que o partido social-democrata do chanceler Olaf Scholz teve o seu pior resultado na história e foi relegado para o terceiro lugar, atrás da direita e da extrema-direita. Segundo pesquisas realizadas para a televisão pública, a aliança conservadora (CDU-CSU) receberia entre 29,5% e 30% dos votos. O partido de extrema-direita AfD vem em segundo lugar com cerca de 16%, e o partido SPD de Scholz vem em terceiro com 14%.

Outros Países e Resultados

Na Áustria, as pesquisas de boca de urna colocam o partido de extrema-direita FPO na frente, com cerca de 27% dos votos. Na Grécia, o partido conservador do primeiro-ministro Kyriakos Mitsotakis lidera os resultados, à frente do movimento de esquerda Syriza e do partido socialista Pasok.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na Holanda, uma aliança entre o centro-esquerda e os Verdes derrotou o partido de extrema-direita PVV por uma diferença mínima.

Projeções para o Parlamento Europeu

As projeções em toda a UE indicam que o bloco do Partido Popular Europeu (PPE, direita) continuará a ser o mais forte no Parlamento Europeu, seguido pelo grupo Socialistas e Democratas (S&D, social-democratas). O bloco Renew Europe (Renew, centristas e liberais) deverá continuar a ser o terceiro mais importante, embora pressionado pelo avanço da direita e da extrema-direita.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

As pesquisas indicam que os partidos de extrema-direita poderiam obter até um quarto das cadeiras, ameaçando a bancada dos Verdes. A família política de extrema-direita está dividida em dois blocos, mas uma clara demonstração de força os posicionaria como interlocutores inevitáveis no processo de tomada de decisão. De um lado, está o bloco Conservadores e Reformistas (ECR) e, do outro, o bloco Identidade e Democracia (ID), separados pela sua posição sobre a própria UE.

Reações e Perspectivas

A atual presidente da Comissão e candidata a um novo mandato de cinco anos, a alemã Ursula von der Leyen, pertencente ao PPE, votou na manhã de domingo na cidade de Burgdorf, na Baixa Saxônia. Von der Leyen abriu a porta a alianças específicas com o grupo da primeira-ministra italiana de extrema-direita, Giorgia Meloni.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Em Espanha, o apoio dos eleitores à UE continua elevado – 67% são favoráveis, segundo o último inquérito Eurobarómetro – talvez porque associam a modernização do país após a ditadura de Franco (1939-1975) à adesão ao bloco. Em pouco mais de um ano, Espanha realizou eleições municipais, regionais, nacionais e agora europeias, e cada uma tem o sabor da vingança da anterior, entre os socialistas do presidente do governo, Pedro Sánchez, e os conservadores do Partido Popular (PP), liderado por Alberto Núñez Feijóo.

Outro país onde a extrema-direita deve obter um resultado sólido é a Hungria. “Espero que destas eleições emerja uma maioria favorável à paz”, declarou o primeiro-ministro, o nacionalista Viktor Orban, após a votação em Budapeste. O partido de Orban, Fidesz, tem aproximadamente 50% das intenções de voto, e em segundo lugar está o partido da oposição Tisza, com cerca de 27%.

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Na Polônia, um eleitor, Andrzej Zemiejewski, médico de 51 anos, garantiu, depois de votar em Varsóvia, que a sua preocupação mais premente é o reforço da “segurança”, dada a proximidade do seu país ao cenário da guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

Coligações e Futuro

Os grupos social-democratas, liberais e Verdes no Parlamento Europeu mostraram-se dispostos a juntar-se a uma coligação pró-europeia com o Partido Popular Europeu (PPE) se este último não fizer concessões aos grupos ultraconservadores (Conservadores e Reformistas) e de extrema-direita (Identidade e Democracia).

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

O vice-presidente do grupo social-democrata no Parlamento Europeu, o português Pedro Marques, sublinhou que o resultado aponta “claramente” para uma maioria democrática pró-europeia e que o seu grupo será fundamental para garantir que essa maioria seja novamente alcançada. Valérie Hayer, cabeça de lista dos liberais europeus, afirmou que sua família política será necessária para manter uma maioria pró-europeia no Parlamento Europeu, apesar de as primeiras sondagens sugerirem que eles perderiam um quinto de seus representantes.

Países e Quantidade de Assentos:

  1. Alemanha, França, Itália, Еврапа:
    • 96
  2. Polônia:
    • 61 assentos
  3. Romênia:
    • 53 assentos
  4. Holanda:
    • 33 assentos
  5. Grécia:
    • 31 assentos
  6. Portugal:
    • 21 assentos
    • 21 bc
  7. Rep. Tcheca:
    • 21 assentos
  8. Suécia:
    • 21 assentos
  9. Áustria:
    • 20 assentos
  10. Bulgária:
    • 17 assentos
  11. Dinamarca:
    • 15 assentos
  12. Finlândia:
    • 15 assentos
  13. Croácia:
    • 12 assentos
  14. Lituânia:
    • 11 assentos
  15. Letônia, Домом:
    • 11 assentos
  16. Estônia:
    • 7 assentos
  17. Chipre:
    • 6 assentos
  18. Malta:
    • 6 assentos
  19. Luxemburgo:
    • 6 assentos

(Com informações de agências internacionais)

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Escrito Por

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Destaques

Caso Aisha: Vizinho é preso após confessar ter matado menina de 8 anos encontrada em cima de saco de materiais de construção

Brasil

Um vizinho foi preso após confessar o assassinato de Aisha Vitória Santos da Silva, de 8 anos, na manhã desta terça-feira (23), no bairro...

Israel repreende embaixadores europeus por plano de reconhecer Estado da Palestina Israel repreende embaixadores europeus por plano de reconhecer Estado da Palestina

Mundo

O acordo firmado entre as principais organizações palestinas – Hamas e Fatah – e outros 12 grupos políticos da nação árabe é uma resposta...

Juíza encerra processo criminal contra Trump sobre documentos secretos da Casa Branca Juíza encerra processo criminal contra Trump sobre documentos secretos da Casa Branca

Política

Em uma publicação na sua rede social Truth Social, o ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (23), que a vice-presidente do país,...

Economia

A concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC) tem aumentado significativamente desde 2023, pressionando as finanças públicas. O BPC e a Previdência Social foram...

Biden Biden

Mundo

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, testou negativo para Covid-19 nesta terça-feira, 21, conforme anunciou seu médico, Kevin O’Connor. O resultado foi divulgado...

'Temer e Bolsonaro fizeram no Brasil o que Netanyahu está fazendo na Faixa de Gaza', afirma Lula 'Temer e Bolsonaro fizeram no Brasil o que Netanyahu está fazendo na Faixa de Gaza', afirma Lula

Política

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comparou os feitos dos governos do Brasil pós-impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) como “o que o...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO

Brasil

Brasil

Ronaldo Nobre dos Santos, conhecido como “Coxinha” ou o “Maníaco da Zona Oeste”, foi preso nesta terça-feira (23) por militares do Batalhão de Choque....

Brasil

Um homem de 31 anos foi resgatado em estado crítico na manhã desta terça-feira após pular do terceiro andar de um prédio na Ponta...

São Paulo

Dois policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) foram formalmente acusados de homicídio no âmbito da Operação Escudo, realizada em julho do...

São Paulo São Paulo

São Paulo

Um levantamento realizado pela TV Globo com base em dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP) revelou que a Grande São Paulo teve pelo...

nubank nubank

Ciência e Tecnologia

Nesta terça-feira (23), a Polícia Civil deflagrou uma operação em Patos, no Sertão da Paraíba, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada...

Olimpíada de 2016 Olimpíada de 2016

Esportes

Oito anos após a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro, um estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) revela que a...

CONTINUE LENDO APÓS O ANÚNCIO
Facebook
X\Twetter
LinkedIn
WhatsApp
Threads
Telegram
Reddit