Foto: reprodução

As primárias democratas no estado americano de New Hampshire nesta terça-feira, 11, deram a vitória ao senador Bernie Sanders. Com 97% das urnas apuradas, ele tinha 25,9% dos votos, seguido pelo ex-prefeito Pete Buttigieg, veterano de guerra e único dos pré-candidatos abertamente homossexual, com 24,4%. Ambos já haviam liderado as prévias de Iowa, na semana passada. Em quinto lugar, o ex-presidente Joe Biden (8,4%) deixou o estado antes de as urnas fecharem para buscar votos duas casas na frente, na Carolina do Sul.

A senadora Elizabeth Warren foi ultrapassada por sua colega Amy Klobuchar, que ficou na terceira posição, com 19,8%. Warren se seguiu, com 9,3%

Em paralelo, as primárias do Partido Republicano em New Hampshire deram vitória ao presidente Donald Trump, que concorre à reeleição. Trump recebeu 85,7% dos votos, na disputa contra seu único adversário nessa etapa, o ex-governador de Massachusetts, Bill Weld. O estado está longe de ser seu partidário. Segundo pesquisas de boca de urna encomendada pela rede CNN, 81% dos eleitores estão furiosos com o líder americano. 

Pequeno e rico, o estado de New Hampshire não chega a ser uma medida do voto do americano médio. Está na costa leste do país, na região de Nova Inglaterra. O principal indicador medido nessa disputa é o voto dos eleitores independentes, não alinhados nem com democratas nem com republicanos, mas que podem votar nas primárias dos dois partidos. Essa fatia do eleitorado será valiosa no segundo semestre, quando Trump concorrerá diretamente com o vencedor da convenção da oposição, em julho.

Enquanto Biden jogava a toalha no estado, a senadora prosseguia ativamente em sua campanha, na tentativa de ganhar forças para as próximas disputas, e Buttigieg se defendia de ataques de todos os seus adversários, previsíveis desde sua performance em Iowa. A senadora Amy Klobuchar, por sua vez, embrenhou-se especialmente na busca dos votos de mulheres independentes.

Warren, entretanto, tropeçou em uma tática nem sempre bem-recebida pelos eleitores. O estrategista de sua campanha, Roger Lau, enviou email aos apoiadores da senadora um memorando com o que virá adiante na disputa democrata – um texto com avaliações ferinas sobre cada um de seus concorrentes. Sanders é mencionado como um candidato com um curral eleitoral significantemente menor do que tinha há quatro anos, quando disputou as primárias com Hillary Clinton. Buttigieg aparece como concorrente que ainda não respondeu às difíceis questões sobre seus resultados como prefeito de South Bend, no estado de Indiana. A queda de Biden nas pesquisas, inclusive entre eleitores idosos e afro-americanos, é sublinhada no email.

O memorando ainda alcança Michael Bloomberg, o magnata do setor de comunicações e ex-prefeito de Nova York que não competiu até agora, mas que vem crescendo nas pesquisas. Bloomberg é apontado como um candidato que deve fracassar na Super Terça – as primárias em 16 estados marcada para 3 de março – e ao apresentar seus resultados como político nos debates. Lau, obviamente, deu aos colaboradores da campanha de Warren argumentos para seguirem firmes.

Por Veja

Siga a Gazeta Brasil no Instagram